O colectivo Rata Dentata organiza na próxima sexta-feira, dia 2, a partir das 20h, no GAIA, em Lisboa, um conjunto de iniciativas não-mistas sobre as intersecções entre o transfeminismo e o anti-especismo. Estas actividades decorrem no âmbito da preparação para a Concentração pela Abolição dos Matadouros, que se realizará no próximo sábado, dia 3, às 15h30, na Praça de Luís de Camões, na mesma cidade, com o objectivo de denunciar todas as formas de exploração dxs chamadxs “animais de consumo” e de combater a violência especista.
Disgraça-4Após a realização de um jantar benefit vegano, será exibido um vídeo de apresentação do colectivo “Jauría”, do Estado Espanhol, que actua politicamente a partir da articulação entre o transfeminismo e a luta pela libertação animal. Será ainda projectado o teaser do documentário “MUTA”, que está a ser produzido no Estado Espanhol e no qual se abordam o transfeminismo e o anti-especismo.
A apresentação dos vídeos será seguida de uma conversa sobre as intersecções entre o transfeminismo e o anti-especismo. O que é o anti-especismo? De que forma é que a opressão das corporalidades não-hegemónicas (das mulheres, das pessoas trans, das pessoas queer, das pessoas não-binárias, etc.) e a opressão dxs animais não-humanxs estão interligadas? Porque é que a luta anti-especista é uma luta transfeminista? Porquê a necessidade de uma abordagem transfeminista na luta anti-especista? Qual é o seu potencial político? Estas serão algumas das questões sobre as quais se procurará reflectir num espaço horizontal de intercâmbio e de co-aprendizagens críticas.
Estas actividades serão não-mistas, ou seja, excluem homens cishetero e são apenas abertas a mulheres, cis e trans, pessoas queer, pessoas não-binárias e outras identidades e corporalidades dissidentes. Esta escolha surge da necessidade de se construir processos de libertação e de emancipação que sejam agenciados pelxs próprixs oprimidxs, assim como de criar espaços onde estas pessoas possam definir as suas narrativas, significados e contra-discursos, e partilhar as suas vivências sem serem confrontadxs com (micro-)agressões e tentativas de silenciamento, interrupção, monopolização e assimilação.
Durante estas acções, estarão disponíveis zines, panfletos e outros materiais sobre (anti)especismo, carnismo, libertação animal, anarco-queer, interseccionalidade, etc. Além disso, será disponibilizada uma Lista Solidária com informação sobre activistas que se encontram presxs actualmente, quer a nível nacional quer a nível internacional, e instruções sobre como lhes endereçar cartas de apoio.

(i) Condições de acessibilidade:
Em termos de acessibilidade a pessoas com diversidade funcional, convém referir que a saída mais próxima do metro Santa Apolónia dispõe de elevadores para a superfície. Da saída do metro até ao Gaia (Santa Apolónia > Rua do Tabaco > Rua dos Remédios > Rua da Regueira) a distância é de cerca de 600 metros (500m planos + 100m a subir), o acesso é feito pela estrada ou pelos passeios (em calçada com piso muito irregular), que apresentam pouca largura e uma inclinação acentuada.
Infelizmente, o espaço desta actividade é de acessibilidade reduzida: embora esteja situado num rés-do-chão, não tem rampa nem as casas de banho estão preparadas para pessoas com diversidade funcional, sendo a largura dos mesmos convencional e não existindo barra lateral de apoio nem uma largura suficiente das portas que permita a manobralidade de cadeiras de rodas, por exemplo.

Os vídeos serão exibidos na sua língua original (castelhano). Será disponibilizado in loco um texto de contextualização do colectivo “Jauría” (tradução do castelhano para a língua portuguesa).

Mais info:
Fb event page: https://www.facebook.com/events/280748502390061
Fb page: https://www.facebook.com/ratadentata/
Email: ratadentata@riseup.net
Blog: https://ratadentata.wordpress.com/

Advertisements